Super dica: Como fazer o controle financeiro de uma empresa

Você sabia que a deficiência no controle financeiro de um empresa, juntamente com o mal planejamento de um novo negócio é citado por diversos especialistas como os dois motivos principais de falência?

Segundo SERASA, o Brasil registrou em 2018, 1459 falências. Sendo que, a maioria delas, cerca de 75% é de pequenas e médias empresas.

A princípio, os pequenos e médios negócios, são o que mais sofrem para manter um controle financeiro em dia. Dessa forma, Seja pela falta de profissionais capacitas, ou falta de conhecimento básico dos empreendedores. Segundo o Sebrae, 1 em cada 4 empresas fecha nos dois primeiros anos de vida.

Portanto, se você está iniciando, planejando ou querendo melhorar a saúde de seu negócio, é fundamental ter conhecimento de como fazer o controle financeiro de uma empresa.

Como funciona o Controle financeiro de uma empresa

De antemão, o controle financeiro de uma empresa, é a parte administrativa responsável por cuidar das questões ligadas ao planejamento, utilização e avaliação dos recursos financeiros de uma empresa.

É tudo aquilo que se refere a investimentos, despesas fixas e variáveis, lucros, empréstimos, financiamentos e valor patrimonial de um negócio.

Porém, Fazer o controle financeiro de uma empresa significa ver a saúde e o equilíbrio que está se encontra. É ele quem irá auxiliar o empreendedor atingir o ponto de equilíbrio de seu negócio.

Um bom controle financeiro de uma empresa é feito através da utilização de ferramentas de controle de gastos e receitas, para que assim seja possível à tomada de decisões baseadas em dados, e previsões assertivas.

Felizmente, existem diversas práticas que requerem apenas o esforço do próprio empreendedor. É o caso destas dicas, e da planilha que iremos te indicar no final deste artigo.

Como fazer o controle financeiro de uma empresa

Agora que você já sabe o que é controle financeiro de uma empresa, fica fácil você entender a importância dela em seu negócio.

Planos e projetos de investimentos, desde compras de mercadorias, contratações de funcionários, ou investimento em máquinas e equipamentos, são desenvolvidos de acordo com os dados coletados pelos responsáveis pelo controle financeiro da empresa.

Dito isto, vamos dar dicas para você evitar os principais erros cometidos por empreendedores na hora de fazer o controle financeiro de uma empresa:

Colete todos os dados!

Seja pela falta de educação financeira, ou por simples falta de procedimentos de controle, um erro muito cometido por empresários é o de não registrar todos os dados referentes aos custos, gastos e receitas de uma empresa.

Ao final do mês, as contas não fecham e se você não registrou todos os dados dificilmente saberá aonde está o problema. Consequentemente cometendo o mesmo erro no mês seguinte.

Portanto, o registro dos dados é de suma importância para uma gestão de qualidade, e é uma das obrigações contábeis de uma empresa, podendo ser passível de penalidades pelo não cumprimento.

Não misture suas finanças pessoais

Tenho certeza que você já ouviu isto mais de uma vez, mas temos a obrigação de dizer novamente: Não misture as finanças pessoais, com as finanças da empresa. Se isto é dito tantas vezes, com certeza é algo muito importante não é mesmo?

Misturar as finanças pode acarretar uma série de questões negativas ao controle financeiro da empresa.

Empresários que utilizam desta prática costumam utilizar todo excedente de caixa da empresa, dificultando assim o acumulo de capital para possíveis tempos de crises.

Defina um salário (pró-labore)

Está dica na verdade é um complemento da dica anterior.

Defina um possível salário para você e evite retirar mais do que o definido.

Seja realista na hora de fazer isto, utilize os dados fornecidos pelo controle financeiro e planeje um aumento gradativo de seu salário, de acordo com o crescimento dos lucros de sua empresa.

Saiba precificar seu produto

Convenhamos que, mesmo com o controle eficiente dos dados financeiros de uma empresa, nenhuma estratégia poderá se sair bem sem uma boa precificação de produto.

Bem como, uma gestão financeira saudável, depende da assertividade na hora de precificar seus produtos e serviços.

Cinco aspectos principais devem ser levados em consideração nesta hora:

Custos com compras de mercadoria e produção, gastos com vendas (comissão, impostos, frete, etc), gastos fixos, analise da concorrência e objetivos de lucro.

Outras ferramentas auxiliam o empresário nesta hora, como o índice de contribuição por exemplo.

Faça estas contas, e reveja suas estratégias de precificação!

Planeje seus gastos e investimentos

planejamento, com certeza é uma das etapas mais importantes para uma empresa crescer de maneira saudável. No controle financeiro ele se faz ainda mais presente.

Através dele você poderá traçar objetivos e metas alinhadas com a previsão de ganhos e crescimento de sua empresa.

Além disso, planejar com antecedência permite ao empresário procurar e negociar melhores preços e condições de pagamento. Portanto, não deixe de planejar seus investimentos, e garanta uma gestão inteligente!

Sua empresa deve ter uma reserva de emergência

Complementando a dica anterior, ter uma reserva de emergência para possíveis maus tempos é de suma importância para a sobrevivência de sua empresa.

Caso isto não aconteça, você terá que recorrer a empréstimos e financiamentos a cada problema inesperado que surgir. Então, isto não é nada inteligente do ponto de vista financeiro.

Empréstimos significam o pagamento de juros, e consequentemente o aumento do endividamento de sua empresa.

Este problema pode ainda acarretar a famosa bola de neve: Você adquire um financiamento para pagar contas inesperadas, fica sem dinheiro para fazer uma reserva de emergência e a cada novo problema tem que recorrer a outro financiamento.

Portanto, o planejamento de uma reserva de investimentos se faz tão importante.

A chave do controle financeiro eficiente

Como pudermos ver, manter o controle financeiro de uma empresa em dia é uma tarefa que apesar de parecer complicada, porém, pode ser feita através da conscientização e esforço do próprio empreendedor.

Entretanto, registrar todos as saídas e entradas de sua empresa é o passo principal para garantir os demais. Todavia, saber o que pode estar te trazendo prejuízo irá garantir ações de correções e mudança de planos.

Por fim, o controle financeiro permite ainda prever futuros resultados, permitindo ações preventivas e garantia de investimentos futuros.

Nesse sentido, contar com um profissional e softwares de última geração pode facilitar está tarefa, porém sabemos que nem todos empreendedores podem arcar com estes investimentos, que na maioria das vezes é alto.

Contudo, para resolver este problema, e facilitar a vida de pequenos e médios empreendedores, queremos apresentar nossa Planilha Controle financeiro para Empresas.

Planilha Controle Financeiro para Empresa

Deixe um comentário